Dê uma olhada ao seu redor. Quantas pessoas estão acessando alguma coisa por um celular ou por um tablet? A maior parte da nossa vida já é móvel – mas ainda não há gente suficiente programando para dar conta dessa demanda.

E isso acontece porque mobile muda, sempre. Vai desde esse formato de vendas “conturbado”, mas funcionando bem para a Xiaomi, passando pelo anúncio do fim de um tablet pela Apple. Às vezes, muda tanto que o velho volta a ser novo – como os teclados físicos da Blackberry. Tem muita coisa acontecendo – e parece que não vai acabar tão cedo. Por isso, é hora de se especializar em dispositivos móveis. E o think.transform(), a Academia Digital da CI&T, uma especialista global em soluções digitais, oferece o curso perfeito para isso.

Localizado em Belo Horizonte, o programa seleciona os interessados por meio de um desafio técnico. Durante a formação, o think.transform() contrata os selecionados para imersão tecnológica de dois meses, por 320 horas. A Academia dá ao aluno a chance de receber uma formação de primeira e abraçar o universo mobile já como colaborador da CI&T, recebendo salário, e sem a exigência prévia de experiência específica em mobile.

Parece pegadinha em função da simplicidade, mas não é. O think.transform() tem um processo de contratação e seleção justo e bem simples. Inclusive, você pode conhecer mais do formato com este vídeo de um hackathon promovido pela empresa. Esse é apenas para pessoas com deficiência, mas mostra bem o espírito aberto da companhia.

Faça parte da primeira turma do think.transform(): inscreva-se até o dia 18 de julho e seja um dos 50 profissionais de TI a ter a oportunidade de aprender sobre dispositivos móveis – e ainda receber por isso. Saiba mais no site http://think.transform.ciandt.com