Crianças e naves espaciais andam lado a lado, e é por isso que muitos de nós se lembram com carinho do conjunto de Lego #1682, o Lançamento do Ônibus Espacial, lançado 27 anos atrás. No mês passado, Adam Woodworth criou uma pequena versão em drone do Ônibus Espacial de Lego que podia voar dentro de casa, mas agora ele bolou uma versão maior que pode voar pelos céus como um avião de controle remoto.

• Cozinhar um airbag transforma a porta de um micro-ondas em um míssil
• Lançamentos de foguete são ainda mais maneiros quando vistos do espaço

Transformar um conjunto Lego em um brinquedo voador não é fácil. Os designers da Lego não levam em conta a aeronáutica quando estão criando um conjunto como esse, eles só querem que o ônibus espacial se pareça realista para atrair crianças. Como resultado, o produto final apresenta ângulos ásperos, asas minúsculas e proporções irrealistas. Como Woodworth é de fato um engenheiro aeroespacial, no entanto, ele foi capaz de contornar essas limitações.

O ônibus de Woodworth é cinco vezes maior do que o de Lego e é feito de lâminas de espuma de 9 milímetros de espessura em vez de centenas de tijolos plásticos. Os motores do ônibus voador foram montados nas partes móveis de suas asas, o que aumenta sua manobrabilidade no ar, mas o torna especialmente sensível ao erro do piloto. Felizmente, a falta de motores de foguete reais significa que um acidente não vai resultar em uma catastrófica bola de fogo.

[YouTube]